segunda-feira, 14 de agosto de 2017

O peso de uma derrota


Começo este post trazendo a notícia de que não passei na seleção da qual comento desde o início deste blog. Na verdade, fiquei como primeiro suplente o que, atualmente, equivale a não ter sido chamado ou a uma não aprovação.

Tento me inscrever para esta seleção desde 2013. Porém, situações da vida me direcionaram para outros caminhos. Algumas intencionais, outras por falta de orientação mesmo. Não reclamo! Apenas dava prioridade a outras etapas de minha existência e aproveitava a insensatez. Agora, este ano, foi a primeira vez que tentei e não passei. 

Mas não me torturo, não é o fim dos tempos para mim.

A ideia deste texto é exatamente o contrário: reinventar um novo tempo – Com o peso de uma derrota!




O peso que carrego não é o de ter decepcionado minha família e nem a mim próprio. Não é o peso de ter investido tanto tempo em estudos e não ter dado o resultado esperado. Não é o peso de pensar que podia ter feito mais ou melhor.

O peso que carrego é a certeza que fiz o meu melhor, dentro das minhas possibilidades. Vi que posso. Que consigo. E buscarei naquilo que faltou, um algo a mais para ser vencedor. Tentarei fazer melhor ainda da próxima vez.

Do mais, o peso agora é levantar e continuar a caminhada. Tirar a poeira do corpo e me preparar para as próximas ações. O peso das próximas ações é calcular quando, como e onde me lançar a essa nova reinvenção.

Reaprendi, hoje, que posso cair. Mas preciso me levantar para não me tornar um eterno fracasso. Mudar os planos? Ficar parado e esperar? Desistir compensa?

Li em algum lugar que o mundo muda com ações! A minha vida mudará com as ações que eu determinar. E que talvez mudar devagar seja a melhor opção, pois preciso ater-me mais à direção do que à velocidade. Mudar demais talvez me afaste de mim mesmo.

E, mais uma vez, trago uma certeza: nada acontece por acaso.

Desculpem o desabafo um tanto enfeitado, cheio de “frases de efeito”, mas serve como referência para o caminho… portanto, bora enfeitá-lo!

E pra fechar, uma citação que resume o momento…


Aprendo com vitórias e derrotas; das duas levo ensinamentos; na vitória, orgulho sem vaidades; na derrota, tristeza e impulso para nova jornada. Aos adversários vencedores, respeito; aos trapaceiros o peso da própria consciência”.
Sidney Poeta Dos Sonhos

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Atualização de patrimônio – Julho/2017


Gente BOA,

Aproveitei o recesso de inverno para atualizar a minha situação patrimonial. Na verdade, meu recesso começa agora, pois participei de um processo seletivo que sugou muito da minha atenção. Nos últimos meses, deixei de lado coisas importantes e agora posso retomá-las, com a torcida que tudo tenha valido a pena. Resultado sai em meados de agosto.


Eu até o resultado da seleção.

Mas vamos ao que interessa...

Metas do mês...
Para o pagamento de um curso, à vista, com desconto de 5%, desembolsamos 6mil. Usamos o dinheiro do mês para pagar esta conta, com a intenção de manter os investimentos anteriores. Mudei de tática para ganhar mais alguns trocadinhos no CDB. Mesmo sem aportes, patrimônio deu uma oscilada positiva. 
#mantendofoconolongoprazo.

A organização para as férias de verão está em off, esperando o resultado da seleção.

Em casa, as coisas andaram meio sozinhas este mês. Agora, de férias, retomo a organização, assim como os cuidados com a saúde (atividades físicas, alimentação) e principalmente com a família.

O Patrimônio Líquido
O patrimônio financeiro líquido de julho chegou a casa dos 30!




R$ 30.095,31 para ser mais exato. Em junho, o valor era de R$29.605,00. Portanto, tivemos um crescimento da carteira de 1,66% - resultado apenas dos rendimentos.

As Receitas e as Despesas
A receita foi composta por remuneração como de costume mais vendas. Já, as despesas costumeiras ultrapassaram R$200,00 do previsto.

Tivemos o pagamento do curso, mas que encaro como um investimento de retornos a médio e longo prazos.

Os Aportes
Neste mês, não investi com a intenção de não girar patrimônio. Se tivesse investido, teria que sacar, ao final do mês, o total do CDB. Assim, preferi manter um dinheiro na conta-corrente até o pagamento do curso.

A Visualização

INVESTIMENTOS EM 31/07/2017
Tipo de Investimento
Invest.
Patrimônio
em 31/mai
Aporte Mensal
Patrimônio
em 30/jun
Rendimento
do Mês
Rendim.
RENDA FIXA
Tesouro Direto
R$ 25.100,31
R$ 0,00
R$ 25.557,73
R$ 457,42
1,82%
CDB diário
R$ 4,504,69
R$ 0,00
R$ 4,537,58
R$ 32,89
0,73%
TOTAL
R$ 29.605,00
R$ 0,00
R$ 30.095,31
R$ 490,31
1,66%



Perspectivas para Agosto
Agosto é o mês da loucuraaaa!!! 23 dias letivos é para matar o professor.


Eu lutando contra o mês de agosto


Gastos a mil:
- festa programada = mais de 2mil.
- tratamento que custará 500.
- 400 com aluguel de praia (entrada).
- alguns gastos que seriam pagos no mês anterior, mas não foram = R$ 400.
E se não bastasse, no final do mês, morreremos com 1,2k em seguro do carro.


Seguuuuuraaaaa!!!


Perspectivas de aportes tendendo a negativo (zerando o CDB). Assim, o patrimônio em queda, voltando a casa dos 26, 27 mil. Apesar disso, estou tranquilo porque sei que tudo é para ajudar. Festa, saúde, segurança, praia. Tudo bem calculado e convenientemente gasto.


Abraço a todos,





segunda-feira, 3 de julho de 2017

Atualização de patrimônio – Junho/2017



De volta e muito feliz...

Junho foi o mês dos sonhos: recebi mais do que esperava e gastei menos do que programei. O que mais querer? Um milhão na conta?


Se eu deixar...

Os estudos estavam em baixa. Mas, no último dia do mês, consegui terminar um projeto significativo pra mim. Rumo a um novo desfio e investimento a longo prazo.

Vamos às metas
Em junho atingi todas as metas que estipulei.
Com um aporte “adicional”, este mês ultrapassei a marca dos 29k. Apesar de parte deste valor ser uma reserva para pagamento de um curso, que sairá da conta no final de julho, estou contente pois renderá algo e sei que sairá para outro investimento.

Abri uma conta em outra corretora e iniciei investimentos em CDB. Vi que não é um bicho de 7 cabeças. O objetivo, a princípio, além de conhecer este tipo de aplicação, era investir a médio prazo trabalhando para acúmulo de patrimônio. Porém, acabei mudando um pouco a direção. Veremos...

O Patrimônio Líquido
O patrimônio financeiro líquido de junho ficou em R$ 29.605,00. Como em maio era de R$23.890,80, tivemos um crescimento da carteira de 19,71%.




Em 2017, a carteira já progrediu 49,2%.




As Receitas e as Despesas
Como adiantei, a receita foi além do esperado: remuneração normal + 1ª parte do 13º salário + vendas altas.


As despesas também contribuíram para um “superavit” de junho. Os gastos mantiveram-se abaixo do programado, mesmo com despesas adicionais de festa e curso. Portanto, os gastos chegaram a menos de 25% da receita total. 


Os Aportes
Com a intenção de fazer render este dinheiro extra e ter liquidez, o aporte maior foi em CDB com liquidez diária (R$ 4.500,00). Também aportei R$ 1130,55 em Tesouro Direto (TD), pensando no médio e longo prazo.



A Visualização

INVESTIMENTOS EM 30/06/2017
Tipo de Investimento
Invest.
Patrimônio
em 31/mai
Aporte Mensal
Patrimônio
em 30/jun
Rendimento
do Mês
Rendim.
RENDA FIXA
Tesouro Direto
R$ 23.829,80
R$ 1130,55
R$ 25.100,31
R$ 144,94
0,61%
CDB diário
R$0
R$ 4.500,00
R$ 4,504,69
R$ 4,69
0,10%
TOTAL
R$ 23.829,80
R$ 6.630,55
R$ 29.605,00
R$149,63
0,61%


Perspectivas para Julho
Julho é o mês do Recesso de Inverno Férias. Mas será de muito trabalho e obstinação. Terei o pagamento de um curso ao final do mês e vou passar por um procedimento odontológico que sugará um valor considerável. Assim, o investimento em CDB será zerado, mas tentarei aportar pelo menos 1mil. Com essa redução nos investimentos, a ideia é cair para 26,5k. Nada que abale o foco, trabalhando a médio, longo prazos para acúmulo de patrimônio.

Quero, ainda, pensar nas férias de verão, dar uma organizada na casa, recomeçar atividades físicas e pensar mais na família. Junho sugou bastante...Veremos julho...

Era isso, um abraço a todos!




sexta-feira, 9 de junho de 2017

Metas para o ano de 2017


Revisitando posts ainda não publicados, encontrei um que fiz há dois meses, falando sobre metas. Achei interessante observar o que propunha como objetivos no início do ano e comparar como estou agora, seis meses depois.

Então, vamos ao post quase não publicado. Faço considerações em verde/vermelho para mensurar como avançamos/ou não.

Post iniciado em 2/4/2017:

No início do ano, em meio as areias da praia, estabeleci metas para a área financeira em 2017. Cá estão elas, conforme notas de 2 de janeiro:

1. Atingir 50k de patrimônio líquido em Dezembro. - kkk, vai passar longe depois do desembarque dos hyip's da carteira. Mas vamos lá...

2. Organizar uma planilha de movimentações financeiras (receitas, despesas, investimentos). Okay!!




3. Criar um plano de investimentos. Estou consolidando a ideia de renda fixa e depois partir para a variável, conhecendo adequadamente os investimentos.

4. Poupar mais, limitando os gastos até 55% da receita. Estou em 45% e avançando...ou melhor, diminuindo!




5. Estudar e investir em CDB até Abril. - Vai ser agora, em Junho!

6. Estudar e investir em RV até Agosto. - Não sei se será neste ano...veremos. 

7. Resgatar e reinvestir os valores investidos no ano passado e neste (com exceção do fundo de emergência). ??? Não entendi...

8. Se utilizar o fundo de emergência, repor o dinheiro. Não utilizei ainda!

9. Construir um fundo para pagar impostos – mensalizar os impostos. Construindo!

10. Ler dois livros de investimento. Vale audiobook? NÃO?! kkkk...próximo?!!



Neste instante, avaliando o estado da arte, compreendi que é importantíssimo se propor a atingir metas também na área financeira. Observo os resultados, como a diminuição dos gastos, oferecendo segurança para aportar e tranquilidade na hora de pagar os impostos e taxas. Também vejo em quais áreas preciso me aplicar mais - começando por escrever melhor as metas?

Considero que consolidei apenas a nº 2 e a nº 4, mas a maioria está encaminhada. Estou estudando o investimento em CDB ou outro em RF com um dinheiro a mais neste mês.
Aguardemos...


quarta-feira, 31 de maio de 2017

Atualização de Patrimônio - Maio/2017


Pródromo
Começo a atualização deste mês escrevendo sobre o mês passado (abril). Foi um mês muito tumultuado, onde comecei um novo sistema de organização de tarefas diárias, no trabalho, em casa e nos estudos. Por sinal está dando resultados excelentes em minha vida.
Também comecei a estudar, buscando ampliar horizontes. Em breve, farei uma seleção para um curso e, caso aprovado, mudará todas as perspectivas, inclusive financeiras. É um investimento (estudo) a longo prazo, porém de retornos muito importantes. Falo disso em um outro post.
Por estas razões deixei de postar aqui no blog. Na verdade até escrevi, mas ficou somente no rascunho. Assim, redimindo-me, deixo a atualização de abril junto com a de maio.


Metas dos meses anteriores
O mês de abril se confirmou como fraco nos investimentos. O tratamento médico custou uma parte dos aportes. Outra foi para o Imposto de Renda. A terceira parcela dos aportes foi, na verdade, reinvestida: fiz uma viagem com a minha família que gerou lucros imensuráveis materialmente.
Assim, a meta de 24,5k não foi atingida.
Mas a vida seguiu e chegamos no mês de maio. Foi um mês de contenções que trouxeram resultados. As metas eram gastar menos e voltar a aportar mais de R$1mil. Objetivos alcançados!


O Patrimônio Líquido
O patrimônio financeiro líquido de maio foi de R$ 23.829,80. Em abril era de R$22.226,75, portanto um aumento de 7,21%. Em relação a março, houve uma queda, explicada pela retirada dos investimentos online da minha carteira.


As Receitas e as Despesas
As receitas aumentaram em função do dissídio (+7,21%) e de uma promoção de carreira (+10%). Algumas vendas e um presente também contribuíram com a renda neste mês.
Boas notícias também nas despesas. O orçamento manteve-se abaixo do programado, mesmo com resquícios de um tratamento médico de março. A viagem de abril foi toda paga no mês passado, fruto do aprendizado sobre educação financeira. Assim, os gastos chegaram a menos de 65% da receita total.


Os Aportes
Com isso, os investimentos seguiram o programado. Em abril, foram R$ 350,00 em Tesouro Direto (TD), alcançando a meta de não zerar os aportes mensais.
No mês de maio, os aportes giraram em torno de R$ 1.500,00 colocados em títulos públicos (TD).




A Visualização
Vai aquela tabela ainda a ser melhorada...

INVESTIMENTOS EM 31/05/2017
Tipo de Investimento
Invest.
Patrimônio
em 30/abr
Aporte Mensal
Patrimônio
em 31/mai
Rendimento
do Mês
Rendim.
RENDA FIXA
Tesouro Direto
R$22.226,75
R$ 1.520,00
R$ 23.829,80
R$ 83,05
0,37%


Perspectivas para Junho
O mês junino promete! Além das tradicionais festas juninas na escola, a expectativa é manter o aporte e chegar a um patrimônio de 25,5k com os rendimentos.
Outras metas são abrir uma conta em outra corretora e iniciar outro tipo de investimento em renda fixa. Vou testar os CDB’s. O objetivo, a princípio, além de conhecer este tipo de aplicação, é investir a médio prazo trabalhando para acumulo de patrimônio. Veremos...


Um abraço a todos,



domingo, 2 de abril de 2017

1ª Atualização de Patrimônio aqui no Blog Professor Investe – Março/2017




Aqui vai a primeira atualização do Blog Professor Investe! Que emoção kkkkk !



O Patrimônio Líquido
Concluo este mês com um patrimônio financeiro líquido de R$ 24.236. Tudo dentro do esperado – esta análise ainda é um tanto empírica, mas com o tempo (e com um patrimônio maior mais uma carteira de investimentos mais diversificada) quero fazer uma análise mais qualificada.



As Receitas e as Despesas
As receitas provieram basicamente do salário de professor. Pequenas vendas e serviços também contribuíram com 5% dos proventos.
Já as despesas ultrapassaram em muito o programado. Uma reorganização financeira em função de uma viagem no próximo mês e de um tratamento médico foram os principais responsáveis por um aumento de 46% nos gastos em relação ao previsto. A renovação da carteira de motorista e uma pequena obra ajudaram no valor desembolsado.

Os Aportes
Os aportes realizados no início do mês foram em renda fixa, mais precisamente no Tesouro Direto.
Em torno de R$ 1.655,00 colocados em títulos públicos. A meta era R$ 2.100,00, porém tive que reduzir para fechar o mês no positivo.

A Retirada da Poupança
Resolvi remover a marcação da poupança na divulgação do patrimônio. Por ela servir de reserva para gastos diários/semanais, a flutuação é muito grande. Também vou repensar o uso deste tipo de investimento, pois tenho que escolher entre a superliquidez que previ e o recebimento de juros, já que retirando o dinheiro antes do aniversário, acabo perdendo o já parco rendimento.

A Visualização
Gosto da apresentação em formato de tabela. Tentarei melhorá-la, assim como toda a apresentação em si.

INVESTIMENTOS EM 31/03/2017
Tipo de Investimento Investimento Aporte Mensal Patrimônio
Em 31/mar
Rendimento do Mês % de Rendimentos
RENDA FIXA Tesouro Direto R$ 1.655,34 R$ 21.537,42 R$ 195,13 0,91%
RENDA
VARIÁVEL
Investimentos
Online
R$ 0,00 R$ 2.698,58 R$ 335,57 14,20%
TOTAL R$ 1.655,34 R$ 24.236,00 R$ 530,70 2,24%


Perspectivas para Abril
A vida segue e com ela altos e baixos passarão por nossos caminhos. Na área financeira, abril será um mês de baixa. Uma viagem no final do mês, somada aos gastos com tratamento médico de março e com o famigerado Imposto de Renda corroerão os aportes e qualquer tipo de esperança de um bom crescimento no patrimônio. As metas são não ter aportes negativos (retiradas dos investimentos) e chegar aos 24,5k com a ajuda dos rendimentos.

Menos mal que a viagem, no fim do túnel mês, traz previsão de calmaria e diversão, amenizando os percalços da vida. E é isso que priorizo.


Um abraço a todos,

Professor Investe



quarta-feira, 22 de março de 2017

Outros objetivos


Neste momento da vida, o que vivi e aprendi me levam a investir em realizações importantes e a deixar de lado outros projetos, pois já não fazem tanto sentido como quando mais jovem. As ideias de trocar de carro a cada dois anos, de comprar a casa própria, de viajar, viajar e viajar, já não me atormentam. Quero, sim, aproveitar a vida, mantendo um bom padrão, dentro das possibilidades que tenho; ter qualidade de vida, morando em um lugar agradável e tranquilo, e tendo uma vida saudável; enfim, realizar meus sonhos atuais.
Com este pensamento, neste ano, me propus o desafio de alcançar alguns objetivos. Assim, organizei-me em tarefas e utilizo este blog como auxílio. Ao escrevê-lo, além de refletir e aprender sobre os temas aqui tratados, posso, também, ler e lembrar ao que fui desafiado por mim mesmo.
Começo com a qualificação da minha saúde e bem-estar: aproveitar o tempo com a minha família, praticar exercícios físicos, alimentar-me saudavelmente, minimizar os costumes degradantes a minha saúde são hábitos que almejo alcançar neste ano e manter pelo resto da vida.
Retomar a qualificação da minha formação também é uma das metas que decidi focar. Vou batalhar por um curso que abrirá inúmeras portas para a minha vida profissional. Como falei, sou professor e gosto do que faço. Mas quero ir além. Este curso retomará um caminho que deixei de lado, após a minha formatura e o início da carreira profissional.
Pretendo narrar aqui os caminhos e as conquistas destes e de outros objetivos que tenho. Prometo não me estender. Vejo fundamental esta postura. Como falei, o blog apoiará esta caminhada, assim como quem se sentir entusiasmado a compartilhar.
Faço uma observação: coloquei – e colocarei sempre – o texto em primeira pessoa, sem esquecer das pessoas que caminham comigo. Meus sonhos, tarefas, metas, ações estão todos entrelaçados aos objetivos delas. São caminhos que se cruzaram e partilharão vários roteiros. Serei apoio e me apoiarei nelas.

Enfim, estamos aí para compartilhar histórias, trocar conhecimentos e seguir caminho...
Até breve!