terça-feira, 9 de junho de 2020

Professor Investe em Maio de 2020 = + R$ 87.933,29 (+10,15%)


Caraca!!!

Super bem-vindos a esta apresentação de resultados da carteira do Professor Investe.

Maio…Maio…Maio…
Não achei nada para rimar com maio, mas poderia...porque maio merece!

Chegamos ao ponto mais alto do Patrimônio do Professor.

Vamos ver o que aconteceu no mês para isso...acontecer [nossa, que criatividade, Professor!]

Receitas e Despesas

As receitas extras em Maio acresceram 15% ao salário de professor. Deu pouco trabalho e plus a mais! Tá fera!!!

O trabalho a distância como professor é que está matando! Mil vezes estar na escola com os estudantes do que estar em casa, enviando trabalhos, corrigindo trabalhos, fazendo mais mil coisas e vendo o ano letivo se escorrer pelos dedos. Claro que a vida e a saúde de todos estão em jogo. Porém, a saúde mental do já castigado corpo docente e dos estudantes está indo para as cucuias.






Retifico o que disse no mês passado: “Continuo em casa, cuidando da minha família e de mim, porém, agora, com um pouco MUIIIIIIIIIIIIIIIITOOOOOOOO mais de trabalho para DESequilibrar o profissional e o pessoal.

Claro que as coisas mudam de perspectiva, pensando que milhões de pessoas perderam ou tiveram reduções de renda. Muitas estão desesperadas, neste momento, sem saber o que fazer com suas despesas.

Falando em despesas, o valor total continuou a aumentar. Porém, assim como no mês passado, o aumento foi mais por um incremento na provisão das despesas sazonais, do que por aumento de gastos fixos e variáveis. Neste mês tive uma ótima notícia que impactará os gastos sazonais. Em breve, uma das “rubricas” sazonais será reduzida em quase 50%. Em termos absolutos, isso significa em torno de 500 reais a mais, por mês, para crescimento do patrimônio.

Aportes

Em Maio, os aportes foram para Ações, Fundos Imobiliários e Títulos do Tesouro. No total, R$ 1.657,35 para o cofre do patrimônio.

Os aportes nas ações aconteceram nas empresas Grendene, BB Seguridade, Banco Bradesco, IRB Resseguridade, MRV Engenharia, Linx e Cielo. Em todas, o foco foi “seguir o plano” de Investimento.

Também comprei mais cotas dos Fundos Imobiliários KNRI e CEOC.

Mexi também na minha carteira de renda fixa, tirando as teias de aranha, para acompanhar os títulos do Tesouro IPCA+2035.

Lembro que nenhum destes investimentos é recomendação de compra.

Rendimentos e Dividendos

Os rendimentos do mês mantiveram a tendência. Próximo aos 100 reais. Em maio o valor chegou R$ 103,46. Isso significa um aumento de 17% em relação ao mês passado e uma redução de 1,86% em relação ao mês de maio do ano passado.

Estes rendimentos cobririam 1,99% dos gastos do mês. #RumoaIF







Patrimônio Líquido

Novamente, o Patrimônio Líquido voltou a subir em Maio. Não só subiu, como, no fechamento, chegamos ao recorde de quase 88 mil reais de PL! O máximo anterior tinha sido 86k, no final do ano passado. Superamos este valor e com mais ativos na carteira.
PL oficial é de R$ 87.933,29, ou um aumento de 10,15% em relação ao mês passado.



Comemoraaaa!!!



Resumo do mês

Maio Fenomenal! Aportes em andamento. Trabalho matando. Renda extra valendo a pena. Financeiro reerguido, é seguir em frente.

Em relação ao Ano de 2020

As Metas anuais continuam norteando o caminho, com os seguintes destaques no mês:

A) Investimentos mais próximos do alcance da meta de 110k de patrimônio líquido em Dezembro deste ano.

B) Aumento da reserva para gastos sazonais à vista, a partir da mensalização (fundo) para estes valores e da redução de uma das rubricas em quase 50%.

C) Construí um novo plano para reserva de viagens, mantendo um valor investido mensalmente para fazer passeios, viagens ou tirar férias. Resumindo, em torno de 12% da receita do Mês é para desfrutar a vida. O que não for usado no mês irá para um fundo de férias.

D) Meta de poupar e investir para a aposentadoria foi alcançada novamente, neste mês, chegando ao valor de 20% da receita total de Maio. Achei que esta meta seria a mais difícil, mas são três meses seguidos que isso vem acontecendo e, provavelmente, mês que vem tem mais!


Metas de que me afastei (mais um pouco):

A) Em Maio não consegui ler um livro por inteiro. Retomei dois, para consultas rápidas, que ajudaram no ganho extra, mas não finalizei nenhuma leitura nova. Muito em função da nova organização do trabalho remoto.

B) Coloco aqui, também, o repensar os valores que tenho em criptomoedas. Afinal, quero reavaliar a importância de ter ou não este reserva de valor. Fica como meta para o mês de Junho.


A chave para atingir metas é acompanhá-las periodicamente, reagindo quando nos afastamos”.

Foco e responsabilidade com suas decisões!

Abraço e até o mês que vem!


sábado, 9 de maio de 2020

Professor Investe em Abril de 2020 = + R$ 79.833,60 (+6,93%)



Amigos aqui da Finansfera!

Sejam bem-vindos a apresentação de resultados da carteira do Professor Investe.

Maio chegou! Isto é, passamos a primeira terça parte do ano!

Continuo em casa, cuidando da minha família e de mim, porém, agora, com um pouco mais de trabalho para equilibrar o profissional e o pessoal. E olha que a quarentena está dando mais trabalho do que o trabalho NORMAL de professor! 

Mas, vamos ao que interessa: registrar e analisar o mês que passou. 

Abaixo, apresento os resultados do mês.

Receitas e Despesas

Em Abril, comemorei uma renda extra de 6% além do salário de professor. Apesar do percentual baixo em relação aos meses anteriores, é preciso comemorar, visto que tivemos um mês de lockdown.






O meu trabalho como professor continuou suspenso boa parte do mês. Nos últimos dias, é que retornei, mas com atividades à distância.

As despesas totais aumentaram mais por incremento na provisão das despesas sazonais, do que por aumento de gastos. Quer entender o que são as despesas sazonais, clique aqui.

De fato, Abril foi um dos meses que menos gastamos desde que faço o acompanhamento por aqui. Temos evitado gastar ao máximo. Estamos cozinhando em casa. Não gastamos quase nada com transporte. Entre outros. Tudo isso com a intenção de se precaver contra uma possível redução na renda nos próximos meses.

Mas, nada que tenha atrapalhado os investimentos.

Aportes

Neste mês, os aportes foram direcionados para Ações, Fundos Imobiliários e Poupança.

Os aportes aconteceram nas empresas Lojas Renner, Grendene e na novidade da carteira, Banco Bradesco.

Também comprei mais participação no Fundo Imobiliário VISC11, já que no mês passado fiquei me coçando para comprar vários fundos e só não consegui porque a artilharia havia acabado.

A reserva de emergência também foi incrementada na Poupança. A ideia é ter uma maior liquidez para acompanhar este período de quedas nas arrecadações.


Lembrando que nenhum destes é recomendação de investimento (muito menos a Poupança).

Rendimentos e Dividendos

Os rendimentos do mês mantiveram uma tendência. Próximo aos 100 reais. Em abril chegamos a R$ 87,82, ou seja, 20% maior do que em Março/2020 e 2,39% menor do que o mesmo mês do ano passado.

Os rendimentos deste mês cobririam 2,21% dos gastos do mês. 



#RumoaIF




Patrimônio Líquido

Após três meses derretendo, o Patrimônio líquido voltou a subir em Abril, chegando a patamares absolutos iguais a Outubro de 2019. A diferença é que estou com mais ativos em minha carteira.

Até Março, a redução estava em 13%, segurada pela diversificação e boa posição em renda fixa.

Agora, o PL chegou a R$ 79.833,60, um incremento de 6,9% no mês.

Resumo do mês

Abril restabelecedor! O trabalho voltando aos poucos, em casa, ainda. Financeiro se reerguendo, com todos os investimentos em crescimento. E Patrimônio voltando a aumentar.

Abril em relação ao Ano de 2020

Isolamento social manteve implicações familiares, sociais, físicas, mentais, profissionais. Por isso, é importante refletir sobre o que está acontecendo e tentar crescer.

As metas anuais continuam norteando o caminho. Abaixo, estão as que destaquei este mês para crescer mais:

A) A manutenção dos investimentos, mesmo com as incertezas da quarentena, poderão trazer um grande crescimento num futuro próximo. Acreditando no alcance da meta de 110k de patrimônio líquido em Dezembro deste ano.

B) Aumento da reserva para gastos sazonais à vista, a partir da mensalização (fundo) para estes valores.

C) Um dos focos deste mês, foi o aumento da reserva de emergência e oportunidades, repondo retiradas de Fevereiro e Março.

D) Mesmo com um grande aporte na renda fixa, destinado à reserva de emergência, a meta de poupar e investir para a aposentadoria foi alcançada novamente. Chegamos ao valor de 34% da receita total de Abril. Possivelmente, isso não se repetirá nos próximos meses. Porém, foi muito bom!

Metas de que me afastei (mais um pouco):

A) Construção de um novo formato de reserva para passeios, mantendo um valor investido mensalmente para fazer passeios, viagens ou tirar férias.

Na verdade, estou montando um plano para isso. Coloco aqui, como foco para o mês de Maio. Explicarei melhor no mês que vem.


A chave para atingir metas é acompanhá-las periodicamente, reagindo quando nos afastamos”.


Foco e responsabilidade com suas decisões!

Abraço e até o próximo post!

terça-feira, 7 de abril de 2020

Professor Investe em Março de 2020 [+ R$ 74.661,81 (-9,63%)]



Alô, Amigos aqui da Finansfera!

Bem-vindos a esta nova apresentação de resultados da carteira do Professor Investe.

Antes de mais nada, ...


Foi um caminhão???


Março de 2020 provou, mais uma vez, aquela máxima: Renda variável varia, inclusive (e somente?) para baixo. E coloca baixo nisso. Fomos atropelados...

O pior é que não foi só a renda variável. Os títulos do tesouro também tiveram os seus preços de venda reduzidos.

Assim, o patrimônio deste professor que vos fala caiu quase 10%, inclusive com um aporte recorde.

Mas, deixando de lado este alarmismo todo, a tranquilidade financeira permanece e o foco fica nos cuidados com a nossa saúde.

Abaixo, apresento os resultados do mês.


Receitas e Despesas

Março trouxe novamente uma renda extra. Além do salário de professor, foram 15% de incremento.

O mês começou com muito trabalho. Porém, as medidas de isolamento social adotadas na minha região fizeram o meu trabalho como professor ser suspenso em meados do mês.

Estou em casa, cuidando da minha família e de mim, além de focar no desenvolvimento pessoal e profissional. Pois é, estou aproveitando este tempo parado para crescer, estudando principalmente empreendedorismo.


Professor, o que está fazendo?
- E S T U D A N D O...


A ideia é trazer resultados a curto e médio prazos para as finanças do professor.

As despesas totais ficaram, novamente, reduzidas, agora por conta do confinamento. A contenção de gastos se deve também a necessidade de se precaver contra a possível redução na renda nos próximos meses. O chefe já mandou recado!!

A reserva de emergência está montada. Contudo, todo cuidado é pouco quando se passa por um momento destes.

Assim, a reserva para despesas sazonais, o gasto com despesas fixas e a parcela com viagens e passeios que eu nem usei, ficou em 41% da receita total.


Aportes

Novamente a metralhadora dos aportes disparou para tudo que foi lugar.




As quedas das cotações abriram espaço para o aumento nas minhas participações nas empresas. Todavia, sem novidades.

Aqui, fica um recado: NENHUMA DESTES ATIVOS É RECOMENDAÇÃO DE COMPRA OU VENDA.

Os aportes na empresa Engie foram os maiores, buscando compensar em relação às outras empresas na carteira. Também comprei mais participações nas BB Seguridade, na IRB Brasil, no Itaú, na Linx, na Porto Seguro, na Ambev, na Cogna Educação e na Fleury… ufa,!!

Fiquei me coçando para comprar os fundos imobiliários, que chegaram a cair, em alguns momentos, mais de 30%. A minha planilha pedia, mas fiquei sem dinheiro.





Esta situação foi muito importante para uma aprendizagem: estar pronto para as quedas. Montarei um plano para aportes nestes momentos.

Para aportes, utilizei dinheiro que estava em CDB (reserva de oportunidades) e dinheiro novo. O total de investimento financeiro foi de R$ 3.829,83. Um recorde do Professor.


Rendimentos e Dividendos

Os rendimentos do mês não chegaram a impressionar. Chegamos a R$ 73,03, ou seja, 67% menor do que no que em Fevereiro/2020 e 70% menor do que o mesmo mês do ano passado.


Patrimônio Líquido

Os rendimentos menores e, principalmente, a queda nas cotações de ações e fundos imobiliários suprimiram o aporte, e fizeram o Patrimônio Líquido derreter em Março. O tesouro ipca (-15%) também contribuiu para o tombo.

No total, a redução foi de 10,97%, deixando o PL em R$ 74.661,81. Desde o início do ano, a queda foi de 14%.



Resumo do mês

Queda da renda variável (-27,16%). Queda da renda fixa (-3,91%). Queda nos rendimentos. Queda no Patrimônio. Queda nas despesas com a quarentena. Aporte recorde. Mês de março foi movimentado, apesar do confinamento.

Importante foi focar na saúde e nos investimentos para o longo prazo.

E, devagarinho, a vida segue.


Em relação ao Ano de 2020

Mês de Março totalmente atípico. Ou melhor, “Nunca na história...” deste professor tivemos um isolamento social. Este trouxe diversas implicações (familiares, sociais, físicas, mentais, profissionais…) para a vida.

Porém, as Metas anuais continuam norteando o meu caminho. E foram estas abaixo as quais mais me expus neste mês:

A) A queda do patrimônio, após o pânico na bolsa, ofereceu abertura para novas compras na renda variável, facilitando também o reequilíbrio em cada tipo de renda. Este maior investimento em participação nas empresas teve o foco no longo prazo, mas buscou também o alcance da meta de 110k de patrimônio líquido em Dezembro deste ano. Continuemos a observar.

B) Mais um livro lido a respeito de finanças pessoais e mais alguns ensinamentos, como focar em novas formas de aumentar a renda. Iniciei um novo teste para aumento da renda.

C) Com o grande aporte, muito em parte por dinheiro novo que entrou, a meta de Poupar mais e investir para a aposentadoria (tesouro, ações e fundos imobiliários) foi trabalhada neste mês, principalmente tentando alcançar o mínimo de 20% da receita total do ano.


Metas de que me afastei (mais um pouco):

A) Com mais um saque de alguns CDB’s para investir, diminuí (em vez de aumentar) a reserva de emergência e oportunidades, apesar de ser esta uma das suas utilidades.



Assim, focos para Abril, caso não apareça nova oportunidade: (a) repor a reserva de emergência e oportunidades, e (b) aumentar a reserva para gastos sazonais à vista, a partir da mensalização (fundo) para estes valores, explico melhor neste post aqui.


A chave para atingir metas é acompanhá-las periodicamente, reagindo quando nos afastamos delas”.

Foco e responsabilidade com suas decisões!

Abraço e até o próximo post!


domingo, 8 de março de 2020

Professor Investe em Fevereiro de 2020 [+ R$ 82.614,15 (-2,40%)]



Alô, Amigos aqui da Finansfera!

Bem-vindos a mais uma apresentação de resultados da carteira do Professor Investe, que voltou aos trabalhos, literalmente.



Acabou as férias ... PI ao Trabalho!

E em fevereiro provamos um pouco do que é a renda variável de verdade.

Confesso que doeu um pouco ver o patrimônio caindo. Fazia tempo que não tinha uma queda – na verdade, desde que mudei a forma de contabilizar o patrimônio, não tinha tido uma queda como nestes dois primeiros meses do ano. Explico melhor, a nova contabilização, aqui.

Mas, estou tranquilo. Foquei em novos aportes. Assim, a redução no patrimônio não minorou a minha felicidade e a certeza do que estou fazendo com a minha vida financeira.

Confiram, abaixo, os resultados do mês.


Receitas e Despesas

A receita de fevereiro, em função das férias, foi de apenas 5% além do salário do professor.




Focamos no descanso e em aproveitar os últimos dias fora da escola. A partir de agora é labuta, labuta e labuta.

As despesas totais foram reduzidas. Depois da folia de Janeiro, o foco principal do mês foi a contenção de gastos totais, que atingiu apenas 49% da renda.


Missão dada, é missão cumprida!


A reserva para despesas sazonais, as despesas fixas e o gasto com viagens e passeios, foram 50% menor do que o Mês passado.

Aportes

Sobrou, então, para os aportes. Em fevereiro, abri a carteira e distribuí.





Utilizei as quedas de cotações para aumentar a participação nas empresas. IRB e ABEV foram as mais visadas. Também ampliei minha participação na Porto Seguro (PSSA3) e no Fundo Imobiliário RCRB.

Participei da subscrição de três fundos: IRDM, MXRF e BCFF.

A novidade do mês na carteira foi a minha entrada na empresa Engie (EGIE3). Era uma empresa que chamava a atenção há tempos. Mas como parei de comprar novas empresas em março de 2019 e foquei nos fundos imobiliários e no balanceamento da carteira, deixei ela de fora. Agora, a ideia e ir aportando nela aos poucos até chegar ao percentual almejado.

Para parte dos aportes, utilizei dinheiro que estava em CDB. O resto foi tirado da economia do mês, o que possibilitou o investimento financeiro de R$ 1.137,62.


Rendimentos e Dividendos

Os rendimentos do mês alcançaram os incríveis R$ 221,02. Isto é 151% maior do que Janeiro/2020 e 812% maior que o mesmo mês do ano passado.


Patrimônio Líquido

Mesmo com o aporte maior, os rendimentos superando os últimos meses, o patrimônio líquido decresceu em fevereiro. A redução foi maior que o mês passado, deixando o PL em R$ 82.614,15. Queda de 2,40%.

Ações (-17,48%) e Fundos (-3,53%) puxaram o patrimônio para baixo.


Resumo do mês

Nova queda do patrimônio. Aportes e rendimentos gordos. Despesas reduzidas. Férias bem finalizadas.

Sei que não foi uma das maiores quedas, mas deu para ter uma noção do que é renda variável, do que sentir/pensar quando o patrimônio reduz drasticamente e da importância de diversificar e focar no longo prazo.

Qualquer coisa, fora disso, é desespero, levando o sujeito para a venda de ativos de valor e para uma possível queda de patrimônio.

Vamos ver o que se segue…


Em relação ao Ano de 2020

Metas mais focadas neste mês:

A) Mesmo com a queda do patrimônio, a compra de ativos que estavam “em promoção” teve o foco no longo prazo. Possibilita também o alcance da meta de 110k de patrimônio líquido em Dezembro deste ano. Veremos...

B) Após a leitura de dois livros no mês passado, coloquei em prática alguns dos ensinamentos, como focar em novas formas de aumentar a renda. Nos próximos meses, virão alguns testes. Li outro livro sobre vida financeira este mês.

Metas de que me afastei (um pouco):

A) Com o saque de alguns CDB’s para investir, diminui em vez de aumentar a reserva de emergência e oportunidades, apesar de ser esta uma das suas utilidades.

B) Mesmo com a redução de despesas, ainda estou longe de alcançar o valor mínimo que estipulei de 20% para investir a longo prazo.

Assim, focos para Março: (a) repor a reserva de emergência e oportunidades, e (b) continuar estudando novas formas de renda.

A chave para atingir metas é acompanhá-las periodicamente, reagindo quando nos afastamos.

Foco e responsabilidade com suas decisões! Abraço e até o próximo post!