sábado, 8 de fevereiro de 2020

Professor Investe em Janeiro de 2020 [+ R$ 84.650,55 (-1,89%)]


Olá, Amigos da Finansfera!

2020 começou muito bem para este professor que vos fala. Férias, viagens e tranquilidade.

Num a redução no patrimônio líquido desfez o sorriso no rosto e a minha felicidade.

Compartilho, aqui, os resultados de janeiro, comento o mês e trago algumas novidades.


Receitas e Despesas

A receita foi similar aos meses anteriores. Vendas, receita extra e pequenos recebíveis acrescentaram 30% ao salário de professor.


Com 30% a mais dá para rir mais...


As despesas foram altas em janeiro. Ocorreram três viagens, sendo uma internacional. Elas agregaram muito, fizeram bem à vida deste professor. No entanto, trouxeram despesas não planejadas, que elevaram o gasto neste mês.

Entre reservas para despesas sazonais (mensalização destas despesas), despesas fixas e investimentos com viagens e passeios familiares, foram mais de 110% da receita líquida. Só as viagens consumiram 25% da renda recebida.


Wh..wh...w...O quê?


Isso mesmo. Ficaria com a conta-corrente negativa, se não fosse o cartão de crédito. Nada que assuste ou que ofusque o mês de férias.

Avaliando os meses de janeiro de anos anteriores, parece ser recorrente estes gastos. É um ponto que preciso rever.


Aportes

Neste mês, o aporte foi dividido em tesouro, CDB, ações e fundo imobiliário.

Adquiri mais ações do Itaú (ITUB3) e da Porto Seguro (PSSA3). Também comprei cotas do fundo KNRI. Ao todo, o investimento financeiro realizado no mês foi de R$ 841,33.


Rendimentos e Dividendos

No primeiro mês de 2020, a renda passiva chegou aos R$ 88,70. Em relação ao mês anterior, ela foi 25% menor. Mas, em comparação com o mesmo mês do ano passado, tive um aumento de 135%. Os responsáveis diretos por este aumento foram os fundos imobiliários, que pagam mensalmente seus rendimentos.


Patrimônio Líquido

Mesmo com o aporte, o patrimônio líquido diminuiu em janeiro. O grande crescimento do mês passado não se repetiu e o bolo ficou em R$ 84.650,55. Queda de 1,89% em comparação ao mês passado.

As ações ficaram no empate (+0,09%). Porém, os fundos desvalorizaram quase 10%.


Como vai a rentabilidade, PI?


Resumo do mês

Queda da bolsa, despesas altas, FÉRIAS, viagens para praia e ao exterior. Foi um mês agitado, mas muito fortunoso. Fico só na espera para o próximo.


Em relação ao Ano 2020

Pensando em evolução, as metas que mais me foquei neste mês foram:

A) O pagamento de gastos sazonais à vista, a partir da mensalização (fundo) para estes valores. Em janeiro, tive gastos acima de 10k, sem mexer no meu patrimônio. Tranquilidade que vale a pena através da mensalização.

B) Li dois livros relacionados à vida financeira. Muito bons! Do que li, muito já faço, mas foco em tirar novos ensinamentos do que leio.

C) Montei um novo formato para o investimento em passeios, viagens ou férias, separando 10% da renda, mensalmente, para isso. Claro que neste mês, consumi 3x valor, mas pretendo nos próximos ir tirando menos, porém sem deixar de aproveitar.

Já, as metas que me afastei foram:

A) Atingir 110k de patrimônio líquido em Dezembro de 2020. Apesar que a redução foi mais em função da bolsa. Porém...

B) Deixei de poupar em função das viagens, e assim, não consegui alcançar o valor mínimo que estipulei de 20% para investir a longo prazo.

Assim, serão focos em Fevereiro: Redução de gastos e investimentos.

Está aí, a chave para atingir metas: acompanhá-las ao longo do ano, refletir e reagir, imediatamente, quando nos afastamos delas.


Professor e suas metas...


Foco e responsabilidade com suas decisões! Abraço e até o próximo post!


quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

Metas Financeiras do Professor Investe para 2020!


Dada a largada para 2020, é hora de colocar em prática o plano. Tá, digamos, a continuação do plano. A evolução.

Em 2019, preferi focar na reformulação da contabilidade e do blog. Assim, não construí uma lista de objetivos para o ano.

Porém, no ano passado me desenvolvi no quesito “organização de vida” e comecei a pensar nas metas já no início de dezembro.

Então, hoje, no primeiro dia do ano elas já estão prontas para postagem.




Estas são as metas financeiras planejadas para 2020 do Professor Investe.


1. Atingir 110k de patrimônio líquido em Dezembro deste ano.

2. Poupar mais, investindo para a aposentadoria (tesouro, ações e fundos imobiliários), no mínimo, 20% da receita total do ano.

3. Reequilibrar o peso de cada tipo de renda, ficando, ao final do ano, com 45% em renda fixa e 55% em renda variável, com 31% em ações, 22% em Fundos Imobiliários e 2% alocado a risco (criptomoedas entre outros).

4. Aumentar e manter a reserva de emergência e oportunidades em 15mil. Se utilizar, repor o dinheiro prioritariamente.

5. Pagar os gastos sazonais à vista, a partir da mensalização (fundo) para estes valores.

6. Construir um novo formato de reserva para passeios, mantendo um valor investido mensalmente para fazer passeios, viagens ou tirar férias.

7. Ler e estudar quatro livros de investimentos e de vida financeira, aplicando pelo menos um dos seus conhecimentos ao longo de 2020.

8. Estudar novas formas de renda, colocando em prática, pelo menos, uma até o final do ano.

9. Repensar o investimento em criptomoedas, reagindo ao decidido.

10. Investir 100% das receitas salariais extras.


Em 2019, uma das coisas que aprendi é que não adianta fazer metas se não acompanhá-las ao longo do caminho. Chegaríamos ao final e só reclamaríamos do que não alcançamos.

Assim, uma das novidades nas atualizações mensais será o acompanhamento de algumas metas. Como uma das funções do blog é ajudar a manter o foco, por que não acompanhar os objetivos?

Portanto, fica aqui a responsabilidade assumida com esses objetivos e com a ação a partir dos primeiros dias do ano.

Bem-vindo, 2020!!

Abraço a todos!!!

terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Atualização – Dezembro/2019


Olá, Amigos!

Adentramos à última atualização mensal, ou seja, fechamento de 2019.

Novamente estamos aqui, de férias, pensando os próximos passos.




Nada melhor do que olhar para trás e aprender com o que passou. 

2019 foi um ano maravilhoso em vários aspectos financeiros. O Patrimônio cresceu, uma nova forma de renda foi estabelecida, os rendimentos superaram marca importante.

E Dezembro não foi diferente. Recorde de renda, com a ajuda do 13º e férias. Rendimentos mensais muito bons e supervalorização na renda variável.

Vamos lá ver?!




Receitas e Despesas
Todos os ganhos extras de Dezembro (13º, férias, renda extra) ampliaram em 85% o salário. Renda histórica para este professor que vos escreve.




As despesas fixas mensais também ficaram acima do planejado, mas abaixo do aumento da receita. Assim, a despesa fixa ficou em 30% da receita líquida.

Aportes
Em dezembro, comecei a colocar a casa em ordem, visto que nos últimos meses, acelerei o processo de equilíbrio da carteira entre renda fixa e renda variável.

Mantive o aporte mensal, investindo em fundos imobiliários. Foram R$ 527,40 aportados em VISC11.

Rendimentos e Dividendos
A renda passiva novamente aumentou este mês, ultrapassando os três dígitos. Foram R$ 118,68 provenientes das ações e dos fundos imobiliários. Praticamente, meio a meio.

Patrimônio Líquido
Com a ascendência da bolsa, as valorizações das empresas e dos fundos, o crescimento nos rendimentos e a renda fixa se comportando, o Patrimônio líquido obteve um salto expressivo. Fechamos o ano em exatos R$ 86.279,00. Ou seja, um aumento de 6,68% de patrimônio neste mês.


Trabalho, trabalho, trabalho...


Não dei muita atenção ao percentual de crescimento do patrimônio este ano, mas acho que este foi o maior crescimento em 2019.

2019 em números
Foi um ano maravilhoso financeiramente. O estudo e o trabalho valeram a pena ao final deste ciclo.

Aumentamos a renda em 25% em relação ao ano anterior. Os gastos também cresceram, mas apenas 10%. Sobra para os aportes, que superaram os 17k.

A renda passiva foi outro detalhe positivo em 2019. Com os dividendos das ações e os rendimentos dos fundos imobiliários chegamos aos quatro dígitos no final do ano. Tudo muito bem reinvestido.




Para fechar, ultrapassamos os 86k em patrimônio, crescendo quase 55% este ano.

Como estava reformulando o blog, testando formatos de contabilizar e apresentar o financeiro, não estabeleci metas no início de 2019. Mesmo assim, fico com a sensação de dever cumprido e querendo mais no ano que vem.

E 2020?
As metas financeiras para 2020 já estão prontas e colocarei em breve aqui no blog. Farei algumas mudanças na apresentação. É o que posso adiantar.

AH, JANEIRO se resume na primeira viagem internacional que farei.




Pois é. Estou aproveitando a vida, construindo meu patrimônio e sendo feliz, como idealizei no início desta caminhada. Sugiro que façam o mesmo, pois o caminho está valendo a pena.

Nos encontramos no próximo ano. Até lá!

Um forte Abraço a todos e ótimo 2020 para Nós!


terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Atualização – Novembro/2019




Olá, Amigos! Tudo bem com vocês?!

Entramos na última atualização mensal antes da do final do ano e a novidade do mês é que: SEM NOVIDADES!


Como assim, Professor?

De certo é que entramos num dos melhores meses do ano: DEZEMBRO. Pelo menos, para este que vos fala: ano acabando, férias a vista, patrimônio crescendo. É tudo que eu quero neste momento.

Eu e alguns dos meus colegas por aí...
[IMAGEM TRADICIONAL DE FINAL DE ANO]


Novembro consolidou a nova renda. Também dei uma “ajudinha” à renda variável.

Gastos subiram, mas assim como no mês passado, em consonância com o aumento da receita. 

Vamos aos pormenores:

Receitas e Despesas
A renda extra acrescentou, neste mês, 23% ao salário de professor. Novo recorde, com exceção aos meses de julho e dezembro, quando cai na conta o 13º.

As despesas fixas mensais passaram o planejado, mas ficaram abaixo do percentual de crescimento da receita. Assim, a despesa fixa bateram 39% da receita líquida.

Aportes
Neste mês resolvi acelerar o equilíbrio em renda fixa e renda variável. Assim, tirei do CDB e aloquei em Fundos Imobiliários. 

De dinheiro novo, foram R$1.386,80 aportados em ações.

Assim, adquiri mais cotas dos fundos IRDM11 (compra e subscrição) e GGRC11 (compra). Nas ações, investi na CVC e na M. Dias Branco. Aproveitei quedas de cotação, oportunidades de subscrição a um preço menor do que paguei anteriormente (será oportunidade?) e necessidade de aumentar capital nelas.

Rendimentos e Dividendos
Renda passiva aumentando e em Novembro ela chegou em R$ 91,46.

Patrimônio Líquido
Com todo o agito do mercado (quedas de preços na bolsa, juros diminuindo e consequentemente rendimentos negativos na renda fixa, criptomoedas não ajudando), e com a realocação de investimentos na minha carteira (troca do CDB por fundos imobiliários), o Patrimônio líquido cresceu pouco. O PL ficou em R$ 80.873,35, um aumento de 0,37% em relação ao mês passado.

E o Dezembro?
Foco em metas para 2020. Esta vai ser a tônica de Dezembro. Faremos uma viagem agora neste mês e o gastos crescerão, mas nada fora do planejado.

Nos encontramos na próxima para fechamento do ano e organização de novas metas… Até lá!
Um Abraço a todos!



terça-feira, 5 de novembro de 2019

Atualização – Outubro/2019



Olá, Amigos! Espero que Outubro tenha trazido bons ventos a todos

E o Mês dos Professores acabou! Como falei no post anterior, quando Outubro chega, acabou o ano. É a máxima da sala dos professores neste momento. A contagem regressiva para as férias já começou para alguns, já começou desde o início do ano letivo e é preciso focar no que ainda falta fazer este ano.

Outubro trouxe novo patamar atingido. O mês manteve a consolidação e o foco no crescimento do Patrimônio.

Gastos cresceram, mas em consonância com o aumento da receita. Renda extra SUPER positiva.

A viagem para o interior foi bem aproveitada, com direito a repeteco nos próximos meses.

Vamos aos fatos:


Receitas e Despesas
A receita, neste mês, cresceu 22%, composta pelo salário de professor, por vendas e pela renda extra. A receita de Outubro foi um novo recorde.
As despesas fixas mensais subiram, mas este crescimento acabou ficando abaixo do crescimento da receita. Assim, a despesa chegou a 43% da receita líquida.

Gastos com supermercado e transporte foram os que cresceram mais. A viagem também impactou neste ponto. Tudo dentro da margem.

Aportes
Um aprovisionamento maior também pode ser visto. R$1.266,15 em ações, fundos e no incremento da reserva de oportunidades.

Com o foco em “acertar” a carteira, balanceando entre renda fixa e variável, esta última recebeu o maior bolo.

O fundo escolhido para aporte foi o BCFF11 (subscrição e mais cotas). Em ações, aproveitei a queda da cotação da Ambev e adquiri mais. A ABEV foi a primeira ação que comprei, no longínquo 2017.




Rendimentos e Dividendos
A renda passiva de Outubro ficou em R$ 59,88, com a ajuda maciça dos fundos imobiliários.

Patrimônio Líquido
Assim, o Patrimônio líquido no mês de Outubro atingiu o patamar dos 80k!




Parabéns, Professor!

Chegou a R$ 80.508,38, para ser mais exato Crescimento de mais de 4% em relação ao mês passado.

A nova renda ajudou, mas o rendimento dos investimentos tiveram um peso considerável nesta evolução.

E em Novembro?
A tendência é novembro ser parecido com Outubro, com a diferença que o final do ano estará mais perto. Algumas metas pessoais sendo buscadas e o patrimônio em crescimento.

No âmbito do lazer, gastos com duas viagens, uma Dezembro e a outra em Janeiro, serão contabilizadas neste mês. A maior delas será a primeira viagem internacional, possibilitada, em parte, pela poupança iniciada há três anos.

Então, a meta financeira para este mês é enxugar gastos e focar em formas de crescimento do PL.

Nos encontramos… Até lá!
Um Abraço a todos!



sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Atualização – Setembro/2019


Olá, Amigos da Finansfera. Tudo bem com vocês?

Setembro passou e estamos aqui para mais uma “prestação de contas”. A “empresa” vai de vento em popa! Ou melhor dizendo, o Patrimônio vai crescendo a passos consistentes.






Mês de renda extra positiva, mas gastos acima do previsto.


Receitas e Despesas
A receita a partir deste mês será acrescida por uma nova forma de arrecadação. Como falei no mês passado, não revelarei a fonte. Mas, renda é renda e ela estará aqui contida, acrescida pela remuneração mensal de professor. Em setembro, foi remuneração professor mais 10%. Quanto será mês que vem?


Professor ficando rico!


As despesas fixas mensais, em Setembro, aumentaram e atingiram 52%. Resultado de gastos com saúde, principalmente.

Aportes
Em Setembro, os aportes foram recheados novamente! Ao todo, foram R$1.237,50 em Fundos Imobiliários.

Venho focando aportes somente em renda variável, não pelo desempenho desta comparada a renda fixa, mas por querer balancear a carteira o mais rápido possível. Já são três meses só aportando em ações e fundos.

O fundo escolhido para aporte foi o XPLG11. Além da subscrição, comprei mais algumas cotas dele este mês.

Rendimentos e Dividendos
A renda passiva em Setembro ficou em R$ 48,12. Os fundos compuseram a maior parte do bolo, que foi repassado direto para novos aportes.


Patrimônio Líquido
Neste mês, o Patrimônio líquido passou dos 77k. R$ 77.441,17 pra ser mais preciso. Crescimento de quase 5% para o mês passado. A nova renda ajudou, mas o rendimento dos investimentos tiveram um peso considerável nesta evolução.

Agora, o foco está no balanceamento deste patrimônio. Por isso, os aportes exclusivos em renda variável. Tinha muita renda fixa, mas, atualmente, tenho 60/40. A intenção é chegar a 50/50.

E outubro?
Outubro lembra final do ano (e do ano letivo também). Na sala dos professores circula uma máxima que “chegou Outubro, acabou o ano”. Isto porque quando nos damos de conta, já estamos na última semana de aula.


Mas para o financeiro, será um mês de consolidação. A ideia é enxugar gastos e focar no crescimento do PL.
Na verdade, na contramão do que falei, o foco será na viagem que faremos em família. Será um final de semana, mas bem aproveitado.
Veremos como nos apresentaremos em 31 de outubro.

Até lá, um Abraço a todos!